Segunda-feira, 22 de Junho de 2020
Após convocação, diretoria do HR esclarece dúvidas sobre a logística do hospital durante a pandemia
Fonte: Assessoria CMC
Foto: Assessoria

A Câmara Municipal de Coxim recebeu hoje (22) o diretor do Hospital Regional, Márcio Mário Siqueira e sua equipe, junto ao Secretário de Saúde Franciel Oliveira, para esclarecimentos sobre diversos temas relacionados à logística do hospital em tempos de pandemia. O requerimento de convocação foi feito pela vereadora Lucia da AAVC.

“Convocamos a direção do hospital e o Secretário de Saúde para prestarem esclarecimentos sobre a rotina de trabalho no hospital, os problemas apontados no relatório do Coren/MS (Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul) e sobre as necessidades (demandas)”, explicou o presidente da câmara, Vladimir Ferreira.

Iniciando a reunião, a vereadora Lucia questionou a equipe do hospital sobre o atendimento realizado no Pronto-Socorro, principalmente o oferecido às gestantes. Segundo ela, o cuidado com as pacientes, que deveria ser maior em tempos de pandemia, está aquém do esperado. “Vamos tomar cuidado, vamos dar mais amparo a essas mulheres que estão chegando”.

Em resposta à vereadora, o diretor do HR disse que, ao chegar ao hospital, a mulher tem a opção de realizar o parto normal. “Ela é avaliada e aguarda o início do trabalho de parto, que é o protocolo, até mesmo para a cesariana. As pessoas ficam preocupadas com as gestantes, mas elas são atendidas sim, é difícil elas ficarem muito tempo sem atendimento. Nosso protocolo é trabalhar em cima do parto normal. O hospital perde ponto por fazer muita cesariana, que não é indicado pelo Ministério da Saúde. Trabalhar o parto normal é bom para a mãe, para a família e para o hospital”.

Outro ponto levantado pela vereadora foi a falta de medicamentos para a continuidade de tratamentos, além da necessidade de esclarecimento em relação à quantidade de funcionários contratados para o enfrentamento à Covid-19.

Já o vereador Abilio Vaneli usou como base para a interpelação o relatório de fiscalização do Coren, o qual a câmara teve acesso. “O documento cobra a escassez de máscaras N95 e aventais impermeáveis para os profissionais que trabalham diretamente com a questão da pandemia no hospital, ou funcionários das demais alas. Houve reclamação também sobre uso de máscara por tempo demasiado”, citou o vereador.

Em relação aos EPIs (Equipamentos de Proteção Individual), Franciel Oliveira disse que foram feitas três compras de N95 e vieram erradas. “Venderam gato por lebre, eu não paguei e mandei devolver. Descobrimos depois que a empresa que vendeu para nós também comprou o produto como se fosse original, mas era falso”. Segundo Franciel, o relatório do Coren foi “covarde”, tendo em vista que é tudo muito novo quando se trata dos EPIs em questão, incluindo os aventais impermeáveis. “Estamos com os materiais todos comprados, mas não chegaram, e eu só pago quando chega”.

Também participaram da reunião os vereadores Edmir Cândido, Careca, Sinval Batista, Marquinhos Vaz, Adelson Januncio e Amoacir Alexandre (Kelé).

Confira a reunião completa em nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/camaradecoxim
Mais imagens
Endereço
Rua João Pessoa, 130 - Centro
Coxim / MS

Contato
  • (67) 3291-1539
  • Acesso Restrito